Tamanho do texto

Elevação ocorrerá ao longo do primeiro ano de implementação do novo acordo

selo

O novo acordo automotivo entre Brasil e México prevê a elevação de 30% para 35% o porcentual de conteúdo regional utilizado na fabricação de veículos leves mexicanos exportados para o Brasil. A elevação ocorrerá ao longo do primeiro ano de implementação do novo acordo, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), no prazo mais curto possível.

Até o dia 19 de março de 2016, o conteúdo regional exigido subirá para 40%. Segundo nota do MDIC, entre 19 de março de 2015 e 18 de março de 2016, os países estudarão a possibilidade de elevar o conteúdo regional ao patamar de 45%, como era a demanda do Brasil.

O governo brasileiro não conseguiu incluir na revisão do acordo o livre comércio de veículos pesados. Serão realizadas consultas para alcançar o acesso recíproco e a homologação de normas técnicas e ambientais para a liberação do comércio bilateral de veículos pesados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.