Tamanho do texto

Brasileira fez uma oferta em abril para comprar a Metorex por US$ 1,13 bilhão; empresa produz cobre e cobalto

selo

A Metorex fechou um acordo para vender sua unidade de processamento de zinco na Zâmbia para uma unidade da Glencore International, uma condição necessária para a conclusão da oferta da Vale para comprar a mineradora sul-africana. A Vale fez uma oferta em abril para comprar a mineradora de cobre e cobalto por US$ 1,13 bilhão.

"Quando a Vale fez a oferta pela Metorex, ela excluiu a unidade de processamento", afirmou um porta-voz da mineradora sul-africana. A Metorex afirmou que a venda é por um preço base de 190 milhões de rands (US$ 28,1 milhões), o que poderia aumentar para 225 milhões de rands se a companhia liquidar um empréstimo de 35 milhões de rands. Agora que o acordo foi fechado, a oferta da Vale pode ser completada, afirmou a mineradora sul-africana.

Se a Vale concluir a compra da Metorex, ela ficará ainda mais perto de alcançar sua meta de longo prazo para a produção de cobre de 1 milhão de toneladas por ano. Mas a Vale e a Metorex poderão enfrentar ainda resistência ao acordo. O sindicato de mineradores da África do Sul afirmou que é contrário ao acordo e vai apresentar uma petição ao governo para intervir. O sindicato também disse que pode apresentar uma queixa à Comissão da Concorrência.

Em 2010, a Metorex produziu 51.569 toneladas de cobre e 3.622 toneladas de cobalto, e suas minas existentes têm reservas estimadas de cobre de cerca de 25 milhões de toneladas de cobre. A companhia, que também tem três projetos adicionais no Congo, reportou uma receita de US$ 432 milhões e encerrou o ano passado com uma dívida líquida de US$ 63 milhões. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.