Tamanho do texto

Auditoria independente confere se foram adotados procedimentos ecoeficientes em cada etapa do processo produtivo

A obtenção do selo verde envolve análise das empresas sob a ótica da ecoeficiência
Thinkstock Photos
A obtenção do selo verde envolve análise das empresas sob a ótica da ecoeficiência

O consumo consciente é uma atitude cada vez mais presente na sociedade. As pessoas querem produtos de boa qualidade, preço acessível, mas também procuram produtos que sejam produzidos a partir de conceitos socioambientais sustentáveis. 

Sabendo disso, muitas empresas passaram a valorizar na comunicação com os consumidores e a sociedade os aspectos ambientalmente responsáveis de seus produtos. A autodeclaração, porém, não é garantia de que os processos produtivos de fato sigam os melhores princípios de sustentabilidade. Para dar credibilidade ao sistema, surgiram os chamados selos verdes, conferidos por auditorias independentes. 

Saiba mais:  Estruturas metálicas garantem pontes mais leves e sustentáveis

No Brasil dois institutos de qualidade se destacam na credibilidade de suas certificações ambientais de produtos industriais. O Falcão Bauer, cujo Selo Ecológico é certificado pelo INMETRO , e a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) , que tem o seu rótulo ecológico certificado pelo INMETRO e também pelo Global Ecolabelling Network (GEN)

Obter um selo verde de uma dessas instituições não é um procedimento simples, uma vez que cada etapa do processo produtivo é analisada sob a ótica da ecoeficiência. 

As empresas precisam comprovar que buscam utilizar as matérias-primas disponíveis de menor impacto ambiental. Precisam mostrar que possuem uma gestão eficiente de energia e água. e, além disso, que exercem um controle adequado, adotando práticas para amenizar as emissões atmosféricas e de efluentes líquidos, não só tratando o efluente que será descartado, como também reutilizando ao máximo a água. 

A empresa também precisa comprovar que adota as melhores praticas em redução da geração de resíduos e na destinação adequada dos mesmos, preferencialmente reutilizando-os ou os encaminhando para um novo processo industrial. 

Um produto certificado com o selo verde de uma instituição independente é a garantia para o consumidor de que ele, de fato, realizou a compra de um bem ecologicamente amigável.