Tamanho do texto

Entre os diversos materiais com as quais uma ponte pode ser construída, as estruturas metálicas são as mais amigáveis ao meio ambiente, aponta estudo europeu

Pontes de aço são consideradas mais amigáveis ao meio ambiente do que as de concreto, madeira ou as de compósito.
Thinkstock Photos
Pontes de aço são consideradas mais amigáveis ao meio ambiente do que as de concreto, madeira ou as de compósito.

Uma ponte é mais do que um meio de ligação entre dois pontos separados por vãos formados por abismos, rios ou mesmo o mar. São obras que marcam a paisagem em que estão inseridas, muitas vezes se transformando até em cartões postais. No último século, as estruturas de aço se tornaram populares na construção de pontes devido a sua flexibilidade, permitindo o desenvolvimento de designes múltiplos e elegantes.

O aço também é escolhido em projetos de pontes por permitir unir distâncias maiores do que é possível com outros materiais, por ser resistente e leve. A ponte Akashi-Kaikyo , no Japão, por exemplo, tem um vão central de 1.991 metros, o maior do mundo superando a ponte Great Belt , na Dinamarca. Recentemente, um estudo de analise do ciclo de vida de pontes realizado pela consultoria ambiental européia Beco, sob encomenda de um órgão público holandês, constatou que as estruturas de aço apresentam ainda mais uma vantagem: são as mais sustentáveis.

Saiba mais:  Siderúrgicas ganham qualidade com separação de reciclado

As pontes de aço foram consideradas mais amigáveis ao meio ambiente do que as de concreto, madeira ou as de compósito – a união do plástico com uma fibra como vidro ou carbono. Isso é resultado da união de dois fatores, o peso relativamente baixo do aço e a facilidade de reaproveitamento do material empregado, uma vez que o aço pode ser reciclado infinitamente.

Em Nova York, Estados Unidos, a ponte Tappan Zee , de 4.881 metros sobre o rio Hudson, foi construída em um momento de escassez de matéria-prima durante a Guerra da Coréia e inaugurada em 1955. Foi projetada para uma vida útil de 50 anos. No momento está sendo reconstruída, o aço original foi destinado a reciclagem, enquanto uma nova estrutura em aço tem vida útil mínima de 100 anos, sem exigir muito esforço de manutenção.

A rapidez da construção em aço também conta a favor do material. Em Grevenmacher, Luxemburgo, houve a necessidade de substituir, por razões de segurança, uma ponte de concreto construída em 1955 com 213 metros sobre o rio Moselle até Wellen, na Alemanha, e levou as autoridades locais a optarem por uma estrutura de aço, que foi concluída em 13 meses.