Tamanho do texto

PMI preliminar sobre a indústria do país subiu para 57,5

Porto de Nova York, nos Estados Unidos
Divulgação
Porto de Nova York, nos Estados Unidos

O setor industrial dos Estados Unidos cresceu a um ritmo mais forte que o esperado em junho, com a taxa de crescimento e subíndices importantes avançando a seus maiores níveis em mais de quatro anos, mostrou o Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta segunda-feira (23).

O PMI preliminar do Markit sobre a indústria dos EUA subiu para 57,5 em junho, acima das expectativas de economistas de 56,5 e também a leitura mais alta desde maio de 2010. Em maio, a leitura final do índice foi 56,4.

Uma leitura acima de 50 sinaliza expansão da atividade econômica.

O subíndice de produção saltou para 61 ante 59,6, enquanto a leitura sobre novos pedidos subiu para 61,7 ante 58,8 em maio. Ambas marcaram o maior nível para os índices desde abril de 2010.

- Prévia da atividade industrial chinesa mostra primeira expansão em 6 meses

Os dados somam-se "a indicações de que a economia norte-americana se recuperou de maneira forte no segundo trimestre após a fraqueza relacionada ao clima vista no começo do ano", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

Williamson acrescentou que os dados sugerem que o Produto Interno Bruto dos Estados Unidos "deve subir ao menos 3% após a queda de 1% no primeiro trimestre".

Uma leitura sobre o emprego ficou essencialmente inalterada em comparação ao mês anterior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.