Tamanho do texto

Conversas entre Fazenda e Desenvolvimento estão avançadas: Brasil deverá propor linha de financiamento para o país vizinho dentro de duas semanas

Além do desaquecimento no mercado interno de veículos, a indústria automotiva tem mais um problema para resolver: a Argentina. No entanto, essa dor de cabeça parece que vai ter um final feliz nas próximas semanas. Em Brasília, os ministérios do Desenvolvimento e da Fazenda já estão na reta final de um plano para o comércio exterior com o país.

Mauro Borges, ministro interino do Desenvolvimento
Diuvlgação/ABDI
Mauro Borges, ministro interino do Desenvolvimento

Durante esta semana, o ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, esteve com membros do Ministério da Fazenda dando os últimos ajustes em uma linha de financiamento que será oferecida à Argentina. Fonte próxima ao ministério informou ao iG que o projeto deve ficar pronto nas próximas duas semanas.

Em plena crise financeira e econômica, o país liderado por Cristina Kirchner também fechou as portas para os veículos nacionais, além de calçados e outros produtos brasileiros que costumam ser importados pela Argentina.

Leia mais: Crise argentina coloca exportadores brasileiros em estado de alerta

Para a indústria automotiva, a queda nas exportações é gritante. A exportação de autoveículos despencou 32,7% no primeiro trimestre, com pouco mais de 75 mil unidades vendidas. De acordo com Luiz Moan, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) , a criação de uma linha de crédito especial entre os dois países, para manter o fluxo de exportações, sugerida ao governo há um mês, e a adoção do Programa Exportar-Auto ajudariam o Brasil a ganhar competitividade.

* Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas