Tamanho do texto

De acordo com o Índice de Gerentes de Compras, a taxa de crescimento e o ritmo de contratações permaneceram fortes

Reuters

Pesquisa
Getty Images
Pesquisa "soma-se às evidências de que o setor se livrou da fraqueza relacionada ao clima", disse economista-chefe do Markit

A atividade industrial dos Estados Unidos desacelerou em março após se aproximar do maior nível em quatro anos no mês passado, mas a taxa de crescimento e o ritmo de contratações permaneceram fortes, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta segunda-feira (24).

A empresa de dados financeiros Markit disse que seu PMI preliminar de indústria dos EUA caiu para 55,5 em março ante 57,1 em fevereiro. Leituras acima de 50 indicam expansão.

O número ficou abaixo da expectativa de 56,5, mas está confortavelmente à frente dos 53,7 em janeiro, o que sugere que os efeitos de um inverno rigoroso começaram a se dissipar.

Veja também:  Índice da indústria chinesa mostra contração e levanta preocupações

A pesquisa "soma-se às evidências de que o setor se livrou da fraqueza relacionada ao clima, vista mais cedo neste ano", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson, acrescentando que as leituras ainda sólidas para a produção e para novos pedidos são "notícias encorajadoras".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.