Tamanho do texto

Revisão ocorre após uma queda de 13,6% na produção no primeiro semestre de 2013

Agência Estado

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) revisou as previsões de crescimento de 3,7% na produção e de 2,4% nas vendas de motocicletas em 2013 sobre 2012, para uma estabilidade no setor neste ano. Sem o crescimento esperado, a produção de motos deve ficar em 1,69 milhão de unidades e as vendas aos consumidores encerrarão 2013 em 1,625 milhão de veículos.

-Veja também: produção de motos acumula queda de 17,3% no ano, diz Abraciclo

A revisão ocorre após uma queda de 13,6% na produção no primeiro semestre de 2013 sobre igual período do ano passado, atingindo 835.959 unidades, ante 967.890 veículos. Já as vendas no varejo recuaram 12% e as do atacado, das indústrias para as concessionárias, caíram 9,3%, se comparados os mesmos períodos.

Em junho, a fabricação de motos cresceu 7,6% sobre o mesmo mês de 2012, de 140.914 para 151.652 unidades
Getty Images
Em junho, a fabricação de motos cresceu 7,6% sobre o mesmo mês de 2012, de 140.914 para 151.652 unidades

"Diante desses patamares do primeiro semestre e com o cenário nublado para o futuro da economia brasileira, teremos de fazer um esforço redobrado para cumprir essas previsões", admitiu Marcos Fermaninan, presidente da Abraciclo.

De acordo com ele, a queda no primeiro semestre no mercado de motos ocorreu porque o período de janeiro a junho de 2012 ainda era positivo para o setor.

Desde a metade do ano passado, as restrições ao crédito para o financiamento de motocicletas trouxeram um impacto negativo nas vendas e na produção. "A aprovação e a liberação dos financiamentos ainda seguem em torno de 20% dos pedidos, cenário que só deve mudar em um ou dois anos, quando a carteira de clientes for renovada", avaliou Fermanian.

A boa notícia, segundo o executivo, foi a recuperação da produção em junho. No mês passado, a fabricação de motos cresceu 7,6% sobre o mesmo mês de 2012, de 140.914 para 151.652 unidades. Em relação a maio, quando foram fabricadas 147.929 motocicletas, o aumento foi de 2,5%.

"Além disso, as vendas diárias em junho somaram 6.252 unidades, o primeiro crescimento sobre o mês anterior (em maio foram 6.200) deste ano". Já as exportações do semestre registraram recuo de 7,1% sobre o período de janeiro a junho de 2012, passando de 48.380 para 44.946 motocicletas. Em junho, as vendas externas subiram 21,2% sobre junho de 2012, de 6.865 para 8.317 unidades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.