Tamanho do texto

Estamos num setor bom da economia, de menos glamour que outras indústrias,diz Marroquín

Reuters

A Nestlé, maior companhia de alimentos do mundo, espera registrar um crescimento no Brasil bem acima do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, segundo seu presidente, Juan Carlos Marroquín, que demonstrou forte otimismo com a performance da empresa no país.

"As demandas de crescimento para países como Brasil são mais importantes e vão dar certo... será um crescimento importante e bem acima do PIB", afirmou o executivo a jornalistas.

Sem entrar em detalhes, Marroquín disse apostar num forte crescimento do mercado de bebidas/líquidos neste ano.

O executivo se mostrou confiante no desempenho do grupo independentemente do ritmo de expansão econômica e da pressão inflacionária, que pressiona o poder de compra dos consumidores brasileiros.

Cauteloso nas informações por conta do período de silêncio, uma vez que a empresa vai divulgar planejamento de vendas em cerca de duas semanas, Marroquín disse que está otimista com o mercado brasileiro.

"Estamos num setor bom da economia, de menos glamour que outras indústrias. Vendemos bebida e comida, temos marcas fortes... e não é preciso ligar crescimento e inflação. Se estamos perto do mercado consumidor, clientes e fornecedores(estamos bem)", disse.

Ele participou nessa quinta-feira de evento para anunciar a aquisição de um terreno onde existe uma fonte de água mineral na cidade de Silva Jardim (RJ), para a construção de uma engarrafadora de água mineral da Nestlé.

A previsão é que sejam investidos R$ 117 milhões nos próximos 5 anos na unidade que deve começar a operar a partir de agosto. A capacidade da unidade não foi revelada pela companhia.

"É um investimento estratégico no nosso segundo maior mercado e que cresce acima da média do país", declarou Marroquín.

O mercado de água mineral tem crescido nos últimos anos cerca de 14 por cento e tem uma perspectiva bastante positiva, de acordo com executivos da Nestlé. A empresa é dona de marcas de água como Petrópolis, Danone, São Lourenço entre outras.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas