Tamanho do texto

José Aníbal respondeu a pergunta sobre possibilidade de entrar na Justiça contra eventual decisão desfavorável ao governo estadual, caso a lei seja promulgada sem veto de Dilma

Agência Estado

O secretário estadual de Energia de São Paulo, José Aníbal, disse nesta quarta-feira que o Estado vai se defender "de todos os jeitos" na questão da redistribuição dos royalties de petróleo. O secretário deu essa declaração em resposta a um questionamento sobre a possibilidade de entrar na Justiça contra uma eventual decisão desfavorável ao governo estadual, caso a lei seja promulgada conforme aprovada no Congresso, sem o veto da presidente Dilma Rousseff.

MaisRelator da MP dos royalties quer acordo para nova divisão

Aníbal participou nesta quarta no Fórum de Temas Nacionais promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing (ADVB). Nesse evento, foi distribuída uma carta assinada pelo governador Geraldo Alckmin, endereçada a deputados e senadores, dizendo que, caso o Congresso derrube o veto, o Estado de São Paulo perderia de R$ 4 bilhões a R$ 5,2 bilhões até 2020.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.