Tamanho do texto

A tonelada do minério com 62% de teor de ferro atingiu US$ 123,40, segundo dados do Steel Index, pouco abaixo do preço de US$ 123,60 registrado em 23 de julho

Reuters

O preço do minério de ferro atingiu uma máxima de vários meses nesta segunda-feira, enquanto os futuros do vergalhão em Xangai subiram mais de 1% à maior cotação desde outubro, depois que novos dados aumentaram o otimismo sobre a recuperação econômica da China, o que aumentaria a demanda tanto pelo aço quanto por sua matéria-prima.

A tonelada do minério com 62% de teor de ferro atingiu US$ 123,40, segundo dados do Steel Index, pouco abaixo do preço de US$ 123,60 registrado em 23 de julho. No início de setembro, o minério chegou a ser negociado a menos de US$ 87 por tonelada, menor valor em cerca de três anos.

Veja também:  Receita com exportação de minério em novembro despenca

A produção industrial da China e as vendas do varejo cresceram ao ritmo mais acelerado em oito meses em novembro , enquanto as importações de minério saltaram 17%, ao maior patamar desde janeiro de 2011, ajudando na recuperação do valor da commodity.

Vendedores de cargas importadas na China aumentaram as ofertas de preços em até US$ 2 nesta segunda-feira, disse a consultoria chinesa Umetal, com expectativa de aumento na demanda. "As siderúrgicas estão procurando cargas e o mercado está um pouco mais ativo hoje", disse um trader sediado em Xangai.

Veja também:  Minério de ferro sobe após registrar maior queda desde outubro

O contrato mais ativo de vergalhões da Bolsa de Xangai, o maio, atingiu máxima da sessão a 3.707 iuan (US$ 600), valor mais alto desde 23 de outubro, fechando com alta de 0,6%, a 3,679 iuans.

"Esta melhoria no ambiente macroeconômico irá colocar as siderúrgicas numa posição melhor depois do Ano Novo chinês", disse Helen Lau, analista de commodities da UOB-Kay Hian, em Hong, referindo-se ao feriado de duas semanas em fevereiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.