Tamanho do texto

Medida faz parte do plano da fabricante de celulares de se venda de ativos "não essenciais"

A Nokia anunciou nesta terça-feira que vai vender seu edifício-sede em Espoo, na Finlândia, por 170 milhões de euros (US$ 222 milhões), como parte de uma estratégia para reduzir ativos.

Sede da Nokia em Espoo, Finlândia
Divulgação/Nokia
Sede da Nokia em Espoo, Finlândia

O edifício de aço e vidro às margens do mar Báltico será comprado pela companhia imobiliária finlandesa Exilion e a Nokia vai alugá-lo de volta, segundo termos de um contrato de longo prazo.

A Nokia, que tem tentado melhorar suas finanças por meio de corte de empregos e outras medidas, informou que planeja se desfazer de outros ativos não essenciais.

Leia mais:  Nokia Siemens vai fechar unidade de serviços


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.