Tamanho do texto

Novas reservas geologicamente provadas foram de 1,34 bilhão de toneladas de petróleo - ou 9,78 bilhões de barris - em 2011, alta de 18% sobre o ano anterior

Reuters

A China, um dos maiores consumidores globais de energia, adicionou mais petróleo e gás a suas reservas no ano passado, na comparação com os volumes de 2010, informou uma autoridade do Ministério da Terra e dos Recursos Naturais nesta quinta-feira.

Novas reservas geologicamente provadas foram de 1,34 bilhão de toneladas de petróleo (9,78 bilhões de barris) em 2011, alta de 18% sobre o ano anterior.

Já as reservas de gás provadas aumentaram em 22%, para 722,5 bilhões de metros cúbicos, afirmou a autoridade.

TambémÍndice de Gerentes de Compras na China avança em outubro

Os dados serão oficialmente divulgados nos próximos dias.

As reservas de óleo que são tecnicamente recuperáveis ficaram em 3,24 bilhões de toneladas (23,65 bilhões de barris) ao final de 2011, alta de 2,1% ante o ano prévio, afirmou uma autoridade que não quiser ser identificada.

Na área de mineração, as reservas provadas de carvão foram de 1,38 trilhão de toneladas, as de minério de ferro somam 74,39 bilhão de toneladas e as de cobre 86,12 milhões de toneladas, de acordo com um relatório do ministério (www.mlr.gov.cn).

LeiaChina vai limitar importação de açúcar diante de grande produção

Os investimentos totais em exploração de recursos minerais subiram 9,2%, para 111,82 bilhões de iuans (US$ 17,9 bilhões) em 2011.

Do total, o investimento em exploração de óleo e gás subiu 9,4%, a 67,47 bilhões de iuans.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.