Tamanho do texto

Navio tipo Valemax, que leva carga para siderúrgica japonesa JFE Steel, pode transportar até 400 mil toneladas de minério de ferro

Um navio tipo Valemax, batizado de Vale Minas Gerais, atracou ontem, 17 de outubro, pela primeira vez no Porto de Villanueva, em Mindanao, nas Filipinas. O maior mineraleiro do mundo, com capacidade para transportar até 400 mil toneladas de minério de ferro e que permite a redução em 35% na emissão de carbono por tonelada de minério transportada, foi carregado no final de agosto no Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, no Maranhão. A carga é destinada à siderúrgica japonesa JFE Steel, um dos maiores clientes da Vale.

Leia mais:  Produção de minério de ferro da Vale cai 4,5% no 3º tri

Navio Vale Minas Gerais atraca em Mindanao, Filipinas
Agência Vale
Navio Vale Minas Gerais atraca em Mindanao, Filipinas

Esta foi a viagem inaugural do Vale Minas Gerais, parte de uma frota de navios Valemax que atualmente soma 18 embarcações entre próprias e afretadas. Os navios Valemax fazem parte da estratégia da Vale para reduzir a distância entre o Brasil e a Ásia, principal mercado consumidor de minério de ferro. Os mineraleiros têm alto padrão de segurança e eficiência operacional, contribuindo significativamente para reduzir as emissões de carbono no transporte de minério de ferro, assim como diminuir o custo de transporte transoceânico do minério para as empresas siderúrgicas.

O diretor executivo de Ferrosos e Estratégia da Vale, José Carlos Martins, destacou que a JFE é a mais nova siderúrgica a se beneficiar das vantagens de escala e eficiência do Valemax. Já receberam os navios as siderúrgicas Ilva, ThyssenKrupp, Rogesa e Nippon Steel.

"Estamos em negociações avançadas para que outros clientes e outros portos também se beneficiem das vantagens desses navios", afirmou Martins.

"Com a entrada em operação da nossa segunda estação de transferência de minério prevista para o primeiro trimestre de 2013, do centro de distribuição na Malásia, e de toda nossa frota de navios Valemax, a Vale estará totalmente preparada para atender aos mercados asiáticos em igualdade de condições com seus competidores situados na região", acrescentou.

Toda essa solução logística, englobando navios, estações de transferência e centros de distribuição, deverá estar em prática no início de 2014.

Com o porto de Villanueva, são sete os portos que recebem os Valemax. Até agora, os navios atracam nos portos de Tubarão e Ponta da Madeira (Brasil), Taranto (Itália), Roterdã (Holanda), Sohar (Omã) e Oita (Japão), além da estação flutuante de transferência de minério em Subic Bay, nas Filipinas. Ao final de 2013, serão 35 navios com capacidade de 400 mil toneladas disponíveis para realizar o transporte de minério de ferro - 19 próprios e 16 afretados pela Vale em contratos de longo prazo.