Tamanho do texto

Resultado reflete resultados positivos nos setores de manufatura, construção, mineração e nas empresas de serviços de utilidade pública, como companhias de água e energia elétrica

Agência Estado

A produção industrial do México cresceu 3,6% em agosto, na comparação com o mesmo mês de 2011, refletindo resultados positivos nos setores de manufatura, construção, mineração e nas empresas de serviços de utilidade pública, como companhias de água e energia elétrica, informou o Instituto Nacional de Estatísticas (Inegi).

MaisMéxico quer rever acordo automotivo com Brasil

Em bases ajustadas sazonalmente, a produção encolheu 0,76% em agosto, ante julho, que foi um mês de desempenho robusto. Os economistas consultados pela Dow Jones previam expansão de 3,9% no ano e contração de 0,9% em base mensal. A produção do setor manufatureiro avançou 4,5% em agosto, ante agosto de 2011, e 0,91% em base mensal, alavancada pela expansão recorde da produção de veículos, em razão da demanda exportadora, enquanto o desempenho das vendas locais foi mais modesto.

A atividade no setor de construção avançou 2,7% no ano e caiu 1,93% no mês. A área de mineração cresceu 1,9% no ano e 0,41% no mês. As empresas de serviços de utilidade pública registraram um aumento de 1,8% na comparação anual, mas queda de 0,75% ante julho. Para os economistas do Banorte, a valorização do peso ante o dólar pode intensificar a perda de dinamismo da produção, sobretudo, nas empresas voltadas à exportação. As informações são da Dow Jones.