Tamanho do texto

Lançado nesta quinta, regime permite redução de até 34 pontos percentuais sobre o IPI pagos pelas montadoras

A Chery informou que terá condições de cumprir todas as exigências do novo regime automotivo (Inovar-Auto) até a unidade em Jacareí (SP), sua primeira fábrica no Brasil, ficar pronta no fim de 2013. Segundo a montadora chinesa, o novo regime incentiva a investir no desenvolvimento de tecnologias que priorizem a segurança, a eficiência energética e a qualidade, sem deixar de lado a preocupação ambiental.

Leia:  Governo publica decreto que regulamenta novo regime automotivo

"Como estamos em fase avançada de construção de nossa fábrica na cidade de Jacareí (SP), temos condições de nos preparar para atender a todas as novas regras estipuladas pelo governo federal", afirmou, nesta quinta-feira, em nota à imprensa, o CEO da Chery no Brasil, Luis Curi. "O programa do governo federal ainda proporciona à Chery a retomada da normalidade de mercado que a montadora havia conquistado antes do anúncio do aumento de 30 pontos do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)", disse.

Veja:  Secretário explica passos de montadoras para ter 'ticket para entrar na festa'

A empresa declarou que a construção da fábrica "segue a todo vapor" e está na fase final da fundação. A previsão é que produza, inicialmente, 50 mil veículos por ano. A capacidade plena deve ser atingida apenas em 2015, com 150 mil unidades anuais. Os veículos fabricados na planta de Jacareí, a primeira unidade fabril da Chery fora da China, vão abastecer o mercado interno e toda América Latina.

O Diário Oficial da União (DOU) publicou nesta quinta-feira o decreto que regulamenta o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, o Inovar-Auto. O novo regime automotivo, anunciado em abril deste ano junto com as medidas de estímulo à indústria nacional, define critérios e exigências para que as montadoras possam ter a redução na tributação do IPI.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.