Tamanho do texto

Montadora diz não haver resposta fácil sobre quanto tempo vai durar a crise na Europa e como a indústria automobilística continuará sendo afetada

Reuters

Conceito do Volkswagen Golf GTI
Divulgação
Conceito do Volkswagen Golf GTI

A montadora alemã Volkswagen manteve suas "metas ambiciosas" para este ano apesar de uma profunda depressão no mercado europeu de veículos, disse o presidente executivo da companhia, Martin Winterkorn, nesta quarta-feira.

A montadora projeta um aumento nas vendas de veículos e na receita do grupo em 2012 e pretende manter o lucro operacional no mesmo nível do registrado no ano passado.

"Continuamos comprometidos com nossas metas ambiciosas para 2012 apesar de todos os obstáculos e todo o esforço necessário", disse Winterkorn em um pronunciamento preparado para um evento na véspera do Salão do Automóvel de Paris.

O número de pedidos pelo modelo Golf de nova geração, o carro da Volkswagen mais vendido de todos os tempos, é "bastante agradável", disse o presidente-executivo. O novo Golf é um dos destaques do evento e será entregue a concessionárias em meados de novembro.

O presidente-executivo acrescentou que a feira será realizada em meio a um panorama econômico duro.

"O Salão de Paris será realizado durante uma época de tensão", disse. "As questões que muitos colegas estão perguntando neste momento são: quanto tempo durará a crise na Europa e ainda virão mais dificuldades? Como a economia se desenvolverá no ano que vem? E quanto à indústria automobilística em geral?

"Uma coisa é clara: não há respostas fáceis para essas perguntas", concluiu.

Por Andreas Cremer