Tamanho do texto

Negócio de US$ 1,05 bilhão ocorre no momento em que a companhia enfrenta o risco de um custo enorme com o vazamento de base da BP no Golfo do México

Agência Estado

A companhia suíça Transocean concordou em vender 38 plataformas de perfuração em águas rasas para a Shelf Drilling International por US$ 1,05 bilhão. A venda ocorre no momento em que a companhia enfrenta o risco de um custo enorme com o vazamento de petróleo em uma plataforma operada pela BP no Golfo do México em 2010.

"Esse acordo é um importante marco na nossa estratégia de aumentar o foco em flutuadores de alta especificação e plataformas autoelevatórias, melhorando nossa competitividade no longo prazo", comentou o executivo-chefe da Transocean, Steven L. Newman, Em comunicado enviado para a Securities and Exchange Commission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA) a Transocean afirma ainda que pretende vender mais sete plataformas este mês e está discutindo planos para construir quatro navios para perfuração em águas ultraprofundas "com uma grande petroleira".

A companhia terá um perda com a venda anunciada hoje. No relatório enviado para a SEC a Transocean diz que o valor contábil das plataformas era de US$ 1,4 bilhão. Além disso, a empresa pode perder dinheiro ao fornecer serviços para a Shelf durante a transição. A recém-criada Shelf é uma parceria entre Castle Harlan Inc., Lime Rock Partners e CHAMP Private Equity. As informações são da Dow Jones.