Tamanho do texto

Nova proposta também prevê que o executivo-chefe da Glencore, Ivan Glasenberg, se tornará executivo-chefe da companhia combinada

Agência Estado

A Glencore International elevou sua oferta pela Xstrata em um último esforço para salvar o acordo de fusão gigante. Enquanto uma reunião de acionistas da Xstrata estava sendo realizada na Suíça, a empresa anunciou que o conselho diretor recebeu uma proposta de 3,05 ações da Glencore por cada uma da Xstrata, um aumento em comparação à atual relação de 2,80. A nova proposta também prevê que o executivo-chefe da Glencore, Ivan Glasenberg, se tornará executivo-chefe da companhia combinada.

LeiaLucro da Glencore recua, mas supera estimativas

Ele seria vice-executivo-chefe sob a proposta anterior e Mick Davis, da Xstrata, se tornaria o CEO. A Xstrata alertou para o fato de que a oferta não é firme e que os elementos contidos nela podem mudar. A votação sobre a proposta de fusão agora provavelmente será adiada. A nova oferta dá fôlego para uma transação que estava perto de entrar em colapso depois que alguns investidores, incluindo a Qatar Holding, segundo maior acionista da Xstrata depois da Glencore, rejeitou o preço oferecido. No entanto, o acordo ainda está longe de ser finalizado e há muitas dúvidas.

MaisCatar aumenta participação na Xstrata para 11,5%

A Glencore e a Xstrata ainda estão no processo de obter aprovação regulatória para a fusão, que anteriormente estava prevista para ser fechada no quarto trimestre deste ano. A Glencore planeja notificar formalmente a Comissão Europeia neste mês sobre a fusão e ainda está aguardando aprovação na África do Sul e na China. As ações da Glencore caíram na Bolsa de Londres em reação à apresentação da nova proposta de compra da Xstrata, que, por sua vez, reagiu positivamente à notícia. Às 8h57 (horário de Brasília), Glencore caía 4,04% e Xstrata subia 7,71%. As informações são da Dow Jones.