Tamanho do texto

Esperamos que essas medidas sejam temporárias e não prejudiquem o consumidor com o aumento de preços, disse o diretor Roberto Giannetti da Fonseca

Agência Estado

O diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comercio Exterior (Derex), da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Roberto Giannetti da Fonseca, criticou nesta quarta-feira o aumento, anunciado na terça-feira pelo governo federal, de imposto de importação sobre 100 produtos .

Segundo ele, na lista "há excessos que podem prejudicar o País e as empresas nacionais do ponto de vista do protecionismo". Ele, no entanto, não citou quais seriam esses itens.

Ainda de acordo com o diretor do Derex, existem outras formas de protecionismo que podem dar competitividade aos produtos brasileiros que não seja a tarifária. "Só esperamos que essas medidas sejam temporárias e não prejudiquem o consumidor com o aumento de preços", concluiu Giannetti da Fonseca.