Tamanho do texto

Novidade da empresa colombiana não tem a ver com as operações da Avianca Brasil

Equipes de vendas foram unificadas, assim como as operações no aeroporto de Guarulhos
Divulgação
Equipes de vendas foram unificadas, assim como as operações no aeroporto de Guarulhos

A AviancaTaca, empresa com sede na Colômbia que nasceu da fusão de Avianca e Taca em 2010, passa a atuar dessa forma unificada também no Brasil. A novidade não tem a ver com as operações da Avianca Brasil, embora as duas sejam controladas pelo mesmo fundo, o Synergy, gerido pela família Efromovich, que detém 100% da Avianca Brasil e 60% da AviancaTaca.

A unificação significa que a venda de bilhetes, a pós-venda e o check-in para destinos internacionais, nos aviões de bandeira Avianca e Taca, funcionarão de forma integrada. Isso já acontece na maioria dos países onde a empresa atua e em seis meses o processo deve ser concluído em escala global. 

A AviancaTaca voa para cerca de 100 destinos (a maioria na América Latina) e opera com mais de 140 aviões e 17 mil colaboradores. A Avianca Brasil tem 28 aviões e 3 mil colaboradores. A integração que passa a haver entre as empresas doméstica e internacional é que a Avianca Brasil será representante de vendas da AviancaTaca no País. A aérea colombiana espera registrar vendas totais de US$ 180 milhões no mercado brasileiro em 2012.

MaisAvianca vai comprar mais três aviões e contratar 800 pessoas

Para os passageiros, a unificação significa que será possível, por exemplo, ser remanejado para uma aeronave da Avianca caso se tenha perdido um voo internacional da Taca. Além disso, os check-ins e lojas ficarão em lugares próximos nos aeroportos onde isso ainda não acontece, como em Guarulhos (SP). 

LeiaEntrada da Avianca na Star Alliance "faz todo sentido do mundo", diz Efromovich

José Efromovich, presidente da Avianca Brasil, sinaliza que empresa nacional e a AviancaTaca deverão unir operações também em algum momento, mas não indica quando isso deve acontecer. "Em dez anos a América Latina deverá ter entre cinco e sete empresas aéreas consolidadas, e a Avianca Brasil já nasceu como uma noiva predestinada para esse casamento (a AviancaTaca)", afirma.

A AviancaTaca estuda também uma mudança na marca da empresa, que pode virar somente Taca ou Avianca – essa última, indicada como mais provável nos bastidores do mercado aéreo. Mesmo a criação de um novo nome não está descartada. Segundo Efromovich, a decisão deve ser anunciada nos próximos sessenta dias.  

Há dois meses, a AviancaTaca anunciou a entrada na Star Alliance , a maior aliança de companhias aéreas do mundo, que conta com 27 empresas, como a United Airlines e a Lufthansa. As mudanças anunciadas agora não mudam os programas de milhagens da companhias: a Avianca Brasil continua não fazendo parte da Star Alliance, e sim do programa Amigo.