Tamanho do texto

Montadora vendeu um total de 75.300 veículos no país no mês passado

Reuters

As vendas da Toyota na China e de duas joint ventures locais caíram 15,1% em agosto, em comparação com o ano anterior pelo segundo mês consecutivo, disse um porta-voz da companhia nesta segunda-feira.

A montadora vendeu um total de 75.300 veículos no país no mês passado. O declínio anual em agosto seguiu uma retração de 5% em julho, informou o porta-voz da companhia em Pequim, Takanori Yokoi.

Yokoi disse que a Toyota não se preocupou pelas duas quedas consecutivas. Ele destacou que a queda nas vendas em julho e agosto foram causadas, principalmente, por fatores técnicos.

O porta-voz afirmou que o resultado de julho e agosto de 2011 foram "anormalmente altas" após três meses de negócios lentos após o terremoto devastador que atingiu o Japão em março do ano passado.

Nos primeiros oito meses do ano, as vendas da Toyota na China seguiam em alta sobre um ano antes, totalizando cerca de 596.100 veículos vendidos, um aumento de 13,4% em relação ao mesmo período do ano passado, informou Yokoi.

A montadora japonesa está tentando vender um total de um milhão de carros na China neste ano, e o porta-voz disse que a companhia estava no caminho certo para conseguir atingir o objetivo, apesar da queda em agosto.