Tamanho do texto

Empresa planeja comprar 100 jatos em um prazo de cinco a sete anos, a maior expansão de frota em sua história, em reestruturação de operações para se tornar empresa de baixo custo

Reuters

A Airbus recebeu um pedido de US$ 7 bilhões para ajudar a mais que triplicar a frota da Philippine Airlines, vencendo a Boeing no negócio, apesar do apoio dos Estados Unidos à Manila em uma disputa diplomática com a China.

A empresa planeja comprar 100 jatos em um prazo de cinco a sete anos, a maior expansão de frota em seus 71 anos de história, em uma reestruturação de operações para se tornar uma empresa de baixo custo e recuperar o domínio do mercado local da rival Cebu Air.

VejaAirbus recebe 301 encomendas entre janeiro e julho

A encomenda vai elevar a frota da empresa para cerca de 140 aviões, bem acima dos 38 aviões da Cebu, que planeja dobrar de tamanho. Philippine Airlines (PAL) disse que continua em negociação com a Airbus e com a Boeing para a próxima etapa de compras.

No atual estágio a companhia encomendou 10 aviões modelo A330-300 e 44 jatos A321, com entrega prevista para começar em 2013, disse a linha aérea mais antiga da Ásia em comunicado. O pagamento pelos novos aviões será feito em dinheiro, com parte da quantia sendo paga por meio de empréstimos bancários, disse o presidente Ramon Ang, que também comanda o conglomerado filipino San Miguel Corp.

E ainda : Dona da Airbus melhora projeções para 2012 após forte alta no lucro semestral

A linha aérea também deverá emitir novas ações para pagar pela expansão, informou em comunicado.