Tamanho do texto

Atualmente, o País importa 52% do volume de amônia consumido no País

Agência Estado

O Brasil será autossuficiente na produção de amônia com a entrada em operação das unidades de fertilizantes nitrogenados III e V, até 2016, disse nesta quarta-feira o diretor de Gás e Energia da Petrobras, José Alcides Santoro. Atualmente, o País importa 52% do volume de amônia consumido no País.

VejaPlano de negócios indica que Petrobras avançará em fertilizantes e energia elétrica

Santoro afirmou que a terceira fase de investimentos em Gás e Energia, que se inicia agora, será voltada a fertilizantes. O foco será no suprimento do mercado. O primeiro ciclo de investimento, com aquisições de usinas termelétricas e oferta boliviana, foi realizado até 2005. A prioridade era a geração de energia elétrica. No segundo ciclo, de 2006 até agora, com infraestrutura logística e processamento de gás, foi ampliada a malha de gás natural.