Tamanho do texto

Atual acordo vence em 2013 e países tentam diminuir o déficit comercial em autopeças

Agência Estado

Brasil e Argentina também negociam substituição de importações de peças automotivas
Divulgação
Brasil e Argentina também negociam substituição de importações de peças automotivas

O Brasil e a Argentina vão começar a discutir um novo acordo comum para o setor automobilístico em reunião marcada para o dia 14 de julho, em Brasília, segundo informou uma fonte do governo argentino.


Imposto: Não há sinais para adiar IPI de veículos, diz ministério

"Os dois países estão decididos a iniciar a negociação porque o atual acordo vence no final de 2013 e temos que ir nos preparando", disse a fonte, explicando que a data foi acertada pelos ministros de Indústria do Brasil, Fernando Pimentel, e da Argentina, Débora Giorgi, realizada ontem à noite, em Mendoza, no marco da Cúpula do Mercosul.

"A ideia é avançar em um acordo que possa reverter o déficit de autopeças que temos com outros países - são US$ 22 bilhões do Brasil e US$ 6,9 bilhões da Argentina em déficit", ressaltou a fonte oficial. Pimentel e Giorgi discutiram sobre a integração produtiva do setor para substituir as peças importadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.