Tamanho do texto

Segundo a empresa, desse total, 1.710 vagas correspondem a trabalhadores que vão se aposentar e que não serão substituídos

EFE

A companhia francesa Air France informou nesta quinta-feira que até o final de 2013 pretende eliminar 5.120 postos de trabalho, meta que espera alcançar sem a necessidade de demissões. A direção divulgou seu plano de reestruturação após uma reunião com o comitê de empresa.

Segundo a empresa, o corte de 1.710 vagas corresponde a saídas dos aposentados, que não serão substituídos. Outros 3.410 cargos devem ser eliminados devido a um excesso de trabalhadores, com os quais a companhia aérea pretende estabelecer acordo. Além disso, para não ser obrigada a demitir, a empresa pretende estimular aposentadorias antecipadas, demissões voluntárias ou mudança para jornadas de trabalho parciais.

Em comunicado, a Air France disse que se o plano for aplicado conforme o previsto, as demissões forçadas poderão ser evitadas em 2014. A companhia aérea ainda ressaltou que a dinâmica empreendida com as organizações sindicais permitirá elaborar um balanço, em 28 de junho, sobre a aceitação dos termos. Sem um acordo, a Air France afirmou que as condições em acordos futuros ocorrerão em um contexto econômico mais limitado e que as demissões voluntárias não poderão ser evitadas.

O plano industrial e estratégico divulgado hoje se insere nos planos de transformação da empresa até 2015, que foi lançado em janeiro e pretende restaurar a rentabilidade da companhia aérea e reduzir o endividamento líquido de 2 bilhões de euros. A Air France, afetada pela concorrência de grandes companhias asiáticas e de baixo custo, pretende atingir um lucro de competitividade de 20% em um contexto de aumento de sua oferta de no máximo 5% nos dois próximos anos, ritmo inferior ao anterior à crise. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.