Tamanho do texto

Guarani, substituto do Urutu, será produzido em larga escala a partir de 2013 em MG e poderá ser vendido à Argentina; nesta terça foi entregue primeira unidade-piloto ao exército

A Iveco e o exército brasileiro anunciaram nesta terça-feira a encomenda para o desenvolvimento de uma nova versão do veículo blindado Guarani. O novo modelo será destinado a atividades de infantaria e está incluído na encomenda de 2.044 unidades prevista no contrato original entre a Iveco e o exército.

O carro foi desenvolvido em parceria entre a montadora italiana e o Centro de Tecnologia do Exército. O anúncio foi feito hoje durante a Eurosatory, a maior feira de equipamentos de defesa da Europa, realizada em Paris. Para a montadora, o novo modelo do blindado confirma a versatilidade do produto.

Novo blindado será produzido em Sete Lagoas (MG)
Divulgação
Novo blindado será produzido em Sete Lagoas (MG)

Também hoje a Iveco entregou ao exército a primeira unidade do lote piloto de 16 unidades do blindado. O Guarani será produzido em larga escala a partir de 2013 em uma nova linha de produção em construção no complexo industrial da Iveco em Sete Lagoas (MG). A empresa investe R$ 55 milhões na nova unidade cuja inauguração está prevista para o segundo semestre de 2012.

Leia também:  Exército começa a testar Guarani, blindado que substituirá Urutu

O exército brasileiro também negocia a primeira venda internacional do Guarani, um lote de 14 unidades para a Argentina. Diretoria. A Iveco também anunciou hoje o nome do italiano Paolo Del Noce como diretor-geral da divisão de veículos de defesa da Iveco Latin America. O executivo será o responsável pelos projetos da Iveco na área de defesa na América Latina.

O principal deles é o projeto Guarani, o blindado de combate desenvolvido em parceria com o exército brasileiro e que está sendo negociado com a Argentina.

Nascido em Turim, o executivo de 45 anos está há mais de 18 no grupo Fiat. O engenheiro acumula passagens pela Comau e pela Iveco europeia. O nome de Del Noce foi anunciado durante a Eurosatory, a maior feira de equipamentos de defesa da Europa, realizada em Paris. (Guilherme Serodio | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.