Tamanho do texto

Decisões incluem compra e venda da SPE Higiene pela Química Amparo e ainda negócios entre a Mapfre e a Brasilprev

selo

Numa das sessões mais curtas do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), de apenas 25 minutos, o colegiado retirou três processos de pauta, adiou cinco e decidiu pela aprovação por unanimidade e sem restrições de outros 16 em bloco, sem que houvesse discussão sobre os casos. A pauta de julgamento já estava menor que o usual, pois contava com apenas 28 itens. Além disso, o presidente do Cade, Olavo Chinaglia, está em Washington (Estados Unidos), levando a sessão a ter apenas o quórum mínimo de cinco conselheiros. 

Entre os processos que foram para o bloco estava o contrato de compra e venda da SPE Higiene e Limpeza pela Química Amparo, assinado em dezembro do ano passado. A SPE é uma Sociedade de Propósito Específico constituída pela Hypermarcas. Entre os ativos que fazem parte da aquisição estão lã de aço, esponja sintética, panos de limpeza e saponáceo. A Química Amparo irá adquirir também marcas da SPE, como Assolan, Perfex e Rasp. O valor do negócio foi de R$ 125 milhões. 

Outro caso que foi para o bloco é o que trata do ingresso da REX, do grupo EBX, no capital social da Iota Empreendimento Imobiliário, pertencente à Odebrecht. Também foi aprovada sem restrições a aquisição do capital social da Mapfre Nossa Caixa Vida e Previdência pela Brasilprev Seguros e Previdência. Antes, a empresa era detida pela Mapfre Brasil Participações e o Banco do Brasil Seguros Participações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.