Tamanho do texto

Empresário envia carta para presidente do Pão de Açúcar e pede "serenidade" diante da queda das ações; papéis recuam 2,5% hoje

Abilio Diniz: Casino entra em tribunal arbitral contra o empresário
Getty Images
Abilio Diniz: Casino entra em tribunal arbitral contra o empresário
Abilio Diniz, sócio do Grupo Pão de Açúcar, enviou uma carta ao presidente executivo da companhia, Enéas Pestana, em que afirma "acreditar que a verdade prevalecerá" em breve e pede para que a equipe mantenha a "serenidade" diante da queda dos preços das ações. O empresário também sugere que a empresa está sob "ataque" e que fará o que puder para protegê-la.

As ações do Grupo Pão de Açúcar (cotadas com o símbolo PCAR4) estão sendo negociadas hoje a R$ 61,60 na Bolsa de Valores, em baixa de 2,55%. Ontem os papéis cairam 4,4%. 

O mercado reagiu negativamente à decisão do grupo francês Casino de recorrer ao tribunal arbitral contra Abilio Diniz. O grupo francês, que divide o controle do Pão de Açúcar, entende que o empresário violou o acordo de acionistas ao manter conversas com o Carrefour sem a sua prévia autorização.

A ação foi arquivada no dia 30 de maio, na última segunda-feira, na Câmara Internacional de Comércio (ICC), com sede em Paris, mas a arbitragem será feita na cidade de São Paulo, sede do Grupo Pão de Açúcar.

Segundo advogados consultados pelo iG , Abilio Diniz deve receber a intimação do tribunal até sexta-feira ou segunda-feira. Normalmente, o documento é enviado por empresas de entregas, como a DHL.

As partes têm um prazo 30 dias para nomear os árbitros da causa. Pelo acordo de acionistas, o Casino e Abilio Diniz indicarão um árbitro cada um. E um terceiro juiz será nomeado por ambos.

Leia na íntegra a carta enviada por Abilio Diniz:

Meu caro Presidente Eneas
Diretores do GPA

Meus caros,

Sei que estes dias têm sido difíceis para vocês.

Ver o preço de nossas ações caírem, prejudicando o patrimônio de todos os acionistas sem que vocês possam evitar, deve estar doendo em todos vocês.

Apesar de tudo peço que mantenham a serenidade. Vocês me conhecem muito bem. Estou fazendo tudo aquilo que está ao meu alcance para deixar vocês e a companhia protegidos contra qualquer ataque.

Não preciso lhes dizer que sempre fui leal e transparente, sempre cumpri e continuarei cumprindo com minhas obrigações, acordos e contratos. Vocês sabem também que sempre coloquei os interesses da companhia e dos acionistas acima de qualquer interesse pessoal e jamais consideraria qualquer coisa

que prejudicasse a Companhia.

Para vocês não preciso dizer muita coisa. Estou consciente do meu papel e responsabilidade, quer seja como empresário, homem e como cidadão brasileiro. Só quero lhes pedir que continuem fazendo seu trabalho, acreditando que brevemente a verdade prevalecerá e seguiremos juntos com alegria e felicidade.


Abilio Diniz

Leia mais no iG:

Convívio de Diniz e Casino ficará mais difícil no Pão de Açúcar

Era Abilio Diniz no Pão de Açúcar pode terminar em 2012

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.