Tamanho do texto

Em relação a 2009, o Indicador Serasa Experian apontou o sexto crescimento anual positivo consecutivo

A quantidade de empresas que procurou crédito recuou 5,1% em abril na comparação com o mês anterior, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito divulgado nesta segunda-feira.

Em relação a abril de 2009, a demanda das empresas por crédito avançou 12%, o sexto crescimento anual positivo consecutivo. No acumulado dos primeiros quatro meses de 2010, a demanda das empresas por crédito avançou 12,5%, recuando ligeiramente em relação ao crescimento acumulado verificado por ocasião do primeiro trimestre deste ano (12,7%).

De acordo com os economistas, o recuo em abril deveu-se à menor quantidade de dias úteis em relação a março (20 contra 23).

Segundo a Serasa, os avanços nas comparações com os mesmos meses de 2009 deverão manter-se em território positivo ao longo dos próximos meses. "Mesmo com o aperto monetário iniciado pelo Banco Central no final de abril, a economia deverá continuar em crescimento, embora num ritmo mais brando do que o observado nos meses iniciais de 2010".

Análises por porte e setor

Na classificação por porte, as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela queda na procura das empresas por crédito, recuando 5,3% em relação a março. Já para as médias empresas, a queda em abril foi menos acentuada, apenas 0,7%. Somente as grandes empresas não apresentaram recuo em suas demandas por crédito, mantendo-se estáveis em relação a março de 2010.

Já na análise por setor, as empresas do setor de serviços lideraram queda da demanda por crédito em abril, registrando recuo de 5,3% frente a março de 2010. Em seguida vieram as empresas do comércio, com queda de 5,1%. Já para as indústrias, o recuo mensal foi menor (3,6% em relação a março de 2010).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.