Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Gol registrou crescimento de 25,8% na demanda por todos os seus voos em setembro na comparação com o mesmo período em 2009 e alta de 1,3% em relação a agosto

. Nos voos domésticos da companhia, o movimento aumentou 22,5% na comparação anual e subiu 2,1% sobre o mês anterior. A empresa atribuiu o desempenho ao melhor cenário econômico no Brasil e na América do Sul e ao aumento da produtividade, com a utilização média das aeronaves durante 13 horas por dia, contra 12 horas em setembro do ano passado. Também colaborou para a maior demanda o feriado prolongado de 7 de setembro, que teve quatro dias este ano, contra três dias no ano passado, estimulando as viagens a lazer. A oferta de assentos nos voos domésticos aumentou 8,7% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado e caiu 5,6% em relação a agosto, portanto abaixo do ritmo da demanda, o que fez a taxa média de ocupação dos aviões subir de 67,2% em setembro de 2009 para 75,7% no mês passado. Em agosto, a ocupação foi de 69,9%. No mercado internacional, a demanda disparou 55,0% sobre setembro de 2009, mas recuou 4,0% em relação a agosto. A recuperação da economia da América Latina, e a demanda reprimida no ano passado por causa da gripe H1N1 explicam o salto no movimento. Além disso, a subsidiária Varig lançou novos voos para o Caribe este ano, ampliando a malha internacional da companhia. A oferta de assentos nas rotas internacionais cresceu 28,9% na comparação anual, mas recuou 8,5% perante o mês anterior. Com isso, a taxa de ocupação evoluiu de 60,4% em setembro do ano passado para 72,7% em setembro deste ano. Em agosto, a taxa estava em 69,3%. (Téo Takar | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.