Tamanho do texto

Com mais de 200 voos diários e cerca de 2 mil funcionários, empresa espanhola parou de voar na madrugada deste sábado

Mais de 22 mil passageiros serão prejudicados neste fim de semana com a paralização das operações da espanhola Spanair
Getty Images
Mais de 22 mil passageiros serão prejudicados neste fim de semana com a paralização das operações da espanhola Spanair
A companhia aérea espanhola Spanair confirmou em comunicado a suspensão de suas operações a partir da noite desta sexta-feira, o que representará o cancelamento de todos seus voos.

Leia também : Brasileiros voam mais, mas para menos cidades

A linha aérea prevê ainda uma reunião com os credores da empresa na próxima semana. Fontes da companhia explicaram que a reunião de credores será a segunda medida a ser tomada, após a suspensão das operações.

Em seu comunicado, a Spanair pede perdão aos usuários prejudicados e justifica esta decisão "diante da falta de viabilidade financeira para os próximos meses". Por isso a companhia espanhola preferiu cessar as operações de seus voos como "medida de prudência e segurança", e anunciou que tomará todas as medidas legais pertinentes. Seu último voo comercial estava previsto para pousar na Espanha nesta sexta-feira, às 22h pelo horário local (19h de Brasília).

Todas as operações seriam suspensas às 2h de sábado pelo horário local (23h desta sexta-feira de Brasília). Com cerca de 2 mil funcionários, a Spanair sofre um histórico de turbulências econômicas, agravadas pela crise internacional de 2008.

Ela opera atualmente mais de 200 voos diários: 87% regulares (46 rotas domésticas e 12 a diversas cidades da Europa e da África) e 13% charters.

A crise da companhia aérea  causará o cancelamento neste fim de semana de 220 voos e afetará 22.773 pessoas, segundo fontes da companhia consultadas pela Agência Efe. Todos os escritórios da Spanair nos aeroportos estarão abertos neste sábado para atender às reivindicações dos usuários, confirmaram as fontes.

A empresa tenta colocar os passageiros afetados em voos de outras companhias. Alguns passageiros se queixam, no entanto, que os preços pedidos são maiores que os anunciados. A companhia tinha previsto operar neste sábado 91 voos e um total de 129 no domingo. Os passageiros afetados pela suspensão de operações da Spanair são 8.697 neste sábado e um total de 14.076 no domingo, segundo as mesmas fontes.

A Spanair, com cerca de 2 mil trabalhadores, faturamento anual de 600 milhões de euros e uma fração de mercado de 22%, arrasta uma história de turbulências econômicas com vários episódios de regulação de empregos e perdas milionárias (115,72 milhões de euros em 2010). O Governo regional da Catalunha confirmou o fim das contribuições de fundos públicos a Spanair e isto, unido ao desinteresse do Catar Airlines de entrar com o capital, foi determinante para o brusco fim da empresa.

A crise atingiu com força esta companhia, que concentra suas atividades em rotas com demandas menores e teve que enfrentar a alta no preço do combustível e uma falta de liquidez quase estrutural. A companhia aérea espanhola operava mais de 200 voos diários. Neste sábado, a companhia aérea alemã Lufthansa se dispôs a reembolsar ou trocar o voo de seus passageiros que fariam trajetos compartilhados com a Spanair.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas