Tamanho do texto

Turismo movimentou em 2011 no Brasil R$ 44,3 bilhões com passagens aéreas; 58,1% deste referiu-se ao mercado corporativo

selo

As vendas de passagens aéreas no mercado doméstico para viagens corporativas gerou uma receita de R$ 4,347 bilhões em 2011, volume 39,47% superior ao registrado em 2010. A TAM se manteve na liderança desse segmento, com vendas de R$ 1,892 bilhão, que representam 43,52% do total. Foi seguida pela Gol, com R$ 1,472 bilhão (33,86%), Azul, R$ 415,5 milhões (9,56%), Trip R$ 215,5 milhões (4,96%), Avianca, R$ 163,7 milhões (3,77%), e WebJet, R$ 121,7 milhões (2,80%).

Apesar de o faturamento em volume ter aumentado, a participação de mercado da TAM e da Gol diminuiu no ano passado, enquanto a da maioria das companhias menores, especialmente da Azul, cresceu. A TAM tinha, em 2010, 47,34% de participação de mercado; a Gol, 35,05%; a Azul, 5,29%; a Trip, 3,75%; a Avianca, 3,35%, e a WebJet, 3,01%.

As informações foram divulgadas nesta quinta-feira pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp). As empresas filiadas à Abracorp foram responsáveis por 36,84% dos negócios realizados no ano passado referentes a viagens corporativas (o cálculo inclui gastos com passagens aéreas, hotéis e locação de veículos).

De acordo com a Abracorp, o mercado de turismo movimentou em 2011 no Brasil R$ 44,3 bilhões com passagens aéreas, hotéis e locação, sendo que 58,10% desse total referem-se ao mercado corporativo.

Para este ano, a estimativa é de um crescimento de aproximadamente 15%. "Negócios como os gerados pelo pré-sal devem ser o principal vetor desse movimento neste ano", disse Edmar Bull, presidente da Abracorp.

As empresas filiadas à Abracorp foram responsáveis por 36,84% dos negócios realizados no ano passado referentes a viagens corporativas. O cálculo inclui gastos com passagens aéreas, hotéis e locação de veículos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.