Tamanho do texto

Número de lançamentos na capital paulista em 2011 alcança 37,7 mil unidades

selo

A venda de imóveis residenciais na cidade de São Paulo atingiu 28,3 mil unidades em 2011, queda de 21,1% ante 2010, segundo o Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). 

A velocidade de vendas no ano passado foi de 57,2%, resultado inferior aos 70,3% do ano anterior.

O número de lançamentos na capital paulista em 2011 foi de 37,7 mil unidades, montante praticamente estável em relação aos 38,2 mil unidades de 2010. 

Mesmo que o volume de vendas tenha sido inferior ao de 2010, o presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes, afirmou que o mercado imobiliário na capital paulista apresentou um bom nível de crescimento. "Estamos em um nível saudável. Temos demanda para continuar crescendo, estabilidade econômica e oferta de crédito", disse Bernardes. 

Em entrevista coletiva, Bernardes lembrou que será necessário buscar novas alternativas para o funding do crédito imobiliário, diante da proximidade de limitação dos recursos provenientes da poupança. Entre os desafios do setor, segundo o presidente da entidade, está a falta de segurança jurídica, com mudanças inesperadas na legislação para o setor produtivo, além da falta de terrenos nos grandes centros urbanos, o que vem inviabilizando projetos como o Minha Casa Minha Vida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.