Tamanho do texto

Lifan 320 é vendido por R$ 30 mil e começará a ser produzido no Uruguai, enquanto o mini da BMW não sai por menos de R$ 80 mil

Se os consumidores não podem pagar R$ 80 mil, no mínimo, para comprar um Mini Cooper, os chineses já têm a solução. Fabricado pela montadora Lifan na cidade de Chongqing, o modelo 320 é visivelmente inspirado no carro “retrô” da montadora alemã BMW, produzido em Oxford, no Reino Unido. A “versão” chinesa do Mini Cooper, porém, custa apenas R$ 30 mil no mercado brasileiro, o preço de um carro popular, ou quase três vezes menos que o modelo de luxo inglês.

 Compare o Mini Cooper com o Lifan 320

Visão de frente

Visão lateral

Visão em ângulo

Visão traseira

A Lifan tem planos agressivos para o Brasil, onde o 320 vem mostrando uma boa aceitação, sobretudo entre o público mais jovem. O Grupo Effa, que representa a montadora chinesa no mercado brasileiro, vendeu 162 unidades do modelo em janeiro e 240 em fevereiro, superando a marca de 1 mil carros comercializados em cinco meses. Entre setembro de 2010, quando o carro começou a ser vendido no Brasil, e dezembro, foram comercializadas 689 unidades.

O Grupo Effa vai investir US$ 25 milhões na instalação de uma fábrica no Uruguai, que, além do 320, também produzirá o modelo 620 da Lifan. A expectativa da montadora é comercializar 20 mil unidades no Brasil em 2011, bem mais que os 2,5 mil carros comercializados em 2010, segundo um comunicado da empresa.

O Mini Cooper, que foi lançado mundialmente em 2001 pela BMW, é sucesso entre a classe A no Brasil. Em 2010, foram vendidos 1.720 modelos no mercado brasileiro e, segundo informou a montadora, as expectativas são de que as vendas “continuem crescendo a taxas de dois dígitos”. Em janeiro, a BMW comercializou 153 unidades no País. Os modelos mais procurados pelos brasileiros são o Mini Cooper S e o Mini Countryman.

Assim como um carro de luxo, o Mini Cooper possui um desempenho e vem com uma série de acessórios que não se comparam ao Lifan 320, que compete no segmento de carros populares. Enquanto os concorrentes do Mini Cooper são o New Beetle, A3, Volvo C30 e Alfa Romeo 147, o Lifan 320 disputa mercado com o Fiat Uno e o Gol.

Os carros da BMW possuem motor 1.6 e são equipados, por exemplo, com airbags de cabeça no teto, além de dois airbags laterais e dois frontais, volante e manopla de câmbio de couro, pneu “run flat” e alguns modelos possuem teto retrátil. Os carros saem de 0 a 100 Km/h em 7,1 segundos e de 80 a 120 km/h em apenas 5,5 segundos.

As cores do Mini Cooper também são personalizadas, como “azul pacífico”, “vermelho galo”, “amarelo suave”, “branco creme” e cinza escuro. Os consumidores possuem ainda várias opções, como revestimento xadrez e listras.

A Lifan, por sua vez, introduziu no 320 equipamentos que tornaram o modelo bastante competitivo no segmento de carros populares. O modelo, com motor 1.3, vem equipado com dois airbags dianteiros, freios ABS, roda de liga leve e ajuste elétrico dos espelhos, por exemplo.

O 320 foi lançado no início de 2009 pela Lifan e hoje é vendido em 43 países. O projeto, segundo a empresa, consumiu três anos de desenvolvimento e envolveu especialistas dos Estados Unidos, Alemanha, Japão, Inglaterra e Itália.