Tamanho do texto

As ações da Adobe Systems tiveram uma forte alta na tarde de hoje, depois que o New York Times (NYT) noticiou que o executivo-chefe da Microsoft, Steven Ballmer, esteve na sede da empresa para uma "reunião secreta"

selo

As ações da Adobe Systems tiveram uma forte alta na tarde de hoje, depois que o New York Times (NYT) noticiou que o executivo-chefe da Microsoft, Steven Ballmer, esteve na sede da empresa para uma "reunião secreta". As ações da Adobe chegaram a US$ 30, e às 16h52 (de Brasília) estavam a US$ 28,38 (+10,30%), com duas vezes o volume normal de negociação. A oscilação do papel desencadeou um circuit breaker individual, mas a negociação foi retomada pouco depois. No mesmo horário, as ações da Microsoft operavam em alta de 0,41%, a US$ 24,53. O NYT disse que o encontro em Ballmer e o executivo-chefe da Adobe, Shantanu Narayen, abordou diversos assuntos, mas se focou em como as duas empresas podem competir com a crescente influência da Apple. Uma possível aquisição da Adobe pela Microsoft é uma das opções. Para o analista Toan Tran, da Morningstar, o preço para a compra da Adobe seria significativo para a Microsoft e concordou que as duas precisam encontrar uma nova forma de combater a Apple. Mas ele não foi claro se um acordo está nos planos das empresas. "Isso pode ser um daqueles casos em que o inimigo do seu inimigo se torna seu amigo", comentou. A Adobe tem uma capitalização de mercado de US$ 14,6 bilhões. Em 30 de junho, a Microsoft tinha um caixa e investimentos de curto prazo totalizando US$ 36,79 bilhões. Um representante da Microsoft se recusou a comentar o assunto. Ninguém da Adobe foi encontrado para falar sobre o caso. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.