Tamanho do texto

Companhia aéra registrou lucro após uma alta de 17% das tarifas

selo

A companhia aérea Ryanair Holdings elevou sua meta para o lucro líquido no ano cheio, após conseguir sair de prejuízo para lucro no terceiro trimestre fiscal, embora tenha alertado que as tarifas provavelmente aumentarão à medida que procura cobrir o aumento dos custos do combustível. Às 9h11 (de Brasília), as ações da companhia caíam 1,08% na Bolsa de Londres.

A companhia registrou lucro líquido de 14,9 milhões de euros no terceiro trimestre fiscal até 31 de dezembro, ante prejuízo de 10,3 milhões de euros no mesmo período do ano anterior, após uma alta de 17% das tarifas. No entanto, o resultado foi afetado pelo aumento de 18% dos custos dos combustíveis, para 333,6 milhões de euros.

A receita da companhia subiu 13% no terceiro trimestre fiscal, para 844,4 milhões de euros, apesar de uma queda de 2% no número de passageiros. A receita proveniente de fontes não ligadas a tarifas subiu 5,9%, para 177 milhões de euros, de 167 milhões de euros. Os custos unitários subiram 11% no terceiro trimestre fiscal.

Excluindo combustíveis, os custos unitários aumentaram 6%. A Ryanair espera que os gastos com combustíveis durante o próximo ano fiscal subam em 350 bilhões de euros, o que, segundo a companhia, "representará um significante desafio de custos". A companhia elevou sua meta para o lucro líquido no ano fiscal, que será encerrado em até 31 de março de 2012, para 480 milhões de euros, da previsão anterior divulgada em novembro de lucro líquido de 440 milhões de euros. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.