Tamanho do texto

Maior serviço de assinatura de filmes e séries do mundo lança portal em português nesta segunda-feira

A Netflix , maior serviço de assinatura de filmes e séries do mundo, chega hoje ao Brasil ao preço mensal de R$ 14,99. O País é a primeira grande empreitada da empresa fora dos Estados Unidos e Canadá , onde possui mais de 25 milhões de assinantes. Na próxima semana, o serviço deve chegar a 42 países da América Latina e Caribe – incluindo Argentina, Uruguai e Paraguai.

"Nas pesquisas que fizemos, o Brasil mostrou ser a melhor oportunidade de negócios", diz Reed Hastings , cofundador e CEO da Netflix. "As pessoas amam ver filmes", afirma.

Os brasileiros terão um mês grátis ao se cadastrar no portal. Segundo Hastings, o valor de R$ 14,99 por mês não é promoção de lançamento e deve se manter como preço no País por um longo tempo.

O executivo não especificou quantos filmes estarão disponíveis no Brasil, mas disse apenas que "milhares de horas de entretenimento" serão oferecidas.

Os lançamentos chegam ao Netflix um ano após a estreia no cinema, em média. Quanto às séries, a janela é de uma temporada de diferença.

Haverá filmes e séries nacionais no catálogo. "É uma oportunidade para que o conteúdo local também seja distribuído globalmente", diz Hastings.

No primeiro momento, a Netflix não distribuirá conteúdo da TV Globo no Brasil, embora os contratos com a emissora para a distribuição internacional devam ser mantidos.

A empresa anunciou investimentos em marketing em televisão e internet, embora não especifique os valores ou as agências envolvidas. A operação brasileira inclui uma equipe de suporte tecnológico, em São Paulo. Os principais concorrentes serão os serviços de vídeo sob demanda de TVs a cabo.

A Neflix é apontada como uma das maiores responsáveis pelas dificuldades financeiras da Blockbuster nos EUA. No Brasil, a subsidiária da Blockbuster foi vendida para a Americanas em 2007. 

Por volta das 11h15, as ações da Netflix negociadas nos Estados Unidos na bolsa Nasdaq tinham forte queda de 8,6%. Enquanto isso, o índice Nasdaq recuava 2,6%. Segundo a companhia, o movimento se deve ao rompimento do contrato com a distribuidora americana Starz.

Na ocasião do anúncio do plano de expansão para a América Latina e Caribe, há pouco mais de um mês, as ações da Netflix registraram alta de 8%.