Tamanho do texto

RIO - A Net espera conseguir, dentro de 12 meses, entre 200 mil e 300 mil clientes corporativos no segmento de pequenas e médias empresas (PMEs) nas cidades em que atua

RIO - A Net espera conseguir, dentro de 12 meses, entre 200 mil e 300 mil clientes corporativos no segmento de pequenas e médias empresas (PMEs) nas cidades em que atua. A companhia inicia o serviço batizado de Net Empresas para oferecer telefone fixo, banda larga e TV por assinatura para uma base de clientes existente de 1 milhão de PMEs nas áreas onde já atua com serviços de cabo em 93 cidades do país. "Esperamos captar entre 20% e 30% dessas empresas no espaço de um ano", afirmou o presidente da Net, José Antonio Félix, lembrando que a empresa atingiu este ano o patamar de 5 milhões de clientes. O diretor de produtos e serviços da companhia, Marcio Carvalho, não revelou o quanto do investimento previsto de R$ 1,5 bilhão pela empresa para este ano será aportado no Net Empresas, mas se mostra otimista em relação ao alcance da iniciativa em todo o país. "A gente acredita que o crescimento vai ocorrer em todas as cidades, porque o segmento de pequenas e médias empresas é, em geral, mal atendido", frisou Carvalho, ressaltando que o serviço poderá ser oferecido para profissionais liberais, como consultórios médicos, academias e restaurantes. A companhia anunciou hoje a entrada em mais três cidades - Niterói, Salvador e Recife -, o que leva o número de municípios atendidos pela empresa para 96. Para estas localidades, a empresa vai oferecer inicialmente os serviços de banda larga com velocidades de 10, 20 e 100 megabites por segundo e telefonia fixa. Para tanto, a Net investiu mais de R$ 250 milhões em redes de fibra óptica. Além disso, a companhia lançou no Rio de Janeiro o serviço chamado Now, disponível on demand para assinantes de TV por assinatura com pacote de alta definição. (Rafael Rosas | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.