Tamanho do texto

Com dívidas, compositor vendeu teatros que exibiram as peças "Cats" e "O fantasama da Ópera" em Londres para ex-chefe da BBC

selo

O dinheiro de "Cats" e "O Fantasma da Ópera" parece ter acabado. O Midas do teatro musical britânico, Andrew Lloyd Webber, vendeu quatro dos sete teatros que tem em Londres. O objetivo foi reduzir as dívidas de seus negócios. Sua empresa Really Useful Group (RUG) vendeu os teatros Palace, Her Majesty's, Cambridge e New London, com um total de 4,9 mil assentos. Ele manterá seus estabelecimentos maiores: Palladium, Theater Royal Drury Lane e Adelphi (do qual tem 50%), com um total de 6,1 mil assentos. O New London foi a "casa" de "Cats" por 21 anos, enquanto "O Fantasma da Ópera" está no Her Majesty's há 25 anos.

O compositor, de 62 anos, fez uma tratamento contra o câncer na próstata no ano passado. A empresa que adquiriu os teatros foi a GradeLinnit, de Michael Grade, que foi chefão da BBC e da ITV. O negócio deve ser finalizado em janeiro. Lloyd Webber promete mais dedicação a seu trabalho criativo, como a composição de novos musicais e as montagens internacionais de seus trabalhos mais recentes, como "Love Never Dies", a continuação de "O Fantasma da Ópera".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.