Tamanho do texto

Lanchonete vendeu asa de frango 1h24 após aquecimento, diz emissora de TV

selo

O McDonald's e Carrefour se desculparam aos consumidores da China após a televisão estatal acusar a rede de lanchonetes de vender produtos com validade maior que a apresentada na vitrine e a varejista francesa de rotular frangos de maneira irregular, informou o Wall Street Journal.

A reportagem da China Central Television (CCTV) não mostrou nenhuma evidência dos problemas com as operações chinesas de cada companhia, mas as desculpas rápidas do McDonald's e Carrefour evidenciam as pressões que as empresas estrangeiras enfrentam na China, bem como o aumento das preocupações relacionadas à segurança dos alimentos no país.

A notícia dizia que uma filial do McDonald's em Pequim vendeu asas de frango uma hora e 24 minutos depois de elas terem sido colocadas em uma bandeja aquecida, enquanto a loja estabelece um limite de 30 minutos. A reportagem disse ainda que os funcionários cozinharam e venderam carne que caiu no chão da lanchonete.

A rede de TV também afirmou que a loja do Carrefour na cidade chinesa de Zhengzhou, na província central de Henan, vendeu frango vencido e rotulou frango comum com sendo de uma variedade mais cara. O McDonald's disse em um comunicado que os incidentes foram eventos isolados causados por alguns empregados e "não são consistentes com o alto padrão da qualidade de alimentos da companhia".

O Carrefour se desculpou com os consumidores no microblog Sina Weibo, afirmando que melhorará o treinamento "para salvaguardar os interesses dos consumidores". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.