Tamanho do texto

United, com qual a companhia se fundiu em 2010, passa a ser a única marca a partir de segunda-feira. Pan Am, TWA e Varig também sumiram

Boeing 737-724 da Continental Airlines  decola no aeroporto de Los Angeles em junho de 2008
Getty Images
Boeing 737-724 da Continental Airlines decola no aeroporto de Los Angeles em junho de 2008
A partir de segunda-feira, a marca da companhia aérea Continental Airlines, que já foi a quarta maior empresa do setor nos Estados Unidos, irá desaparecer para sempre, juntando-se a outras marcas de grandes empresas aéreas americanas que morreram, como a TWA, Pan Am, Braniff e Eastern, informa a revista Forbes.

A United Airlines, com a qual a Continental se fundiu em 2010, passará a adotar um sistema único de reservas na semana que vem e, já a partir de sábado, o site da Continental será desativado, sendo substituído apenas pelo da United. A fusão de US$ 3,2 bilhões criou a maior empresa aérea do mundo.

No Brasil, marcas de grandes companhias aéreas que faliram também sumiram, como Transbrasil, Varig e Vasp.

A United-Continental passou o último ano se transformando em uma marca única e redecorou seus aviões com uma combinação de logos, misturando a antiga imagem de um globo usada pela Continental na cauda e o nome re-estilizado da United na fuselagem .

Mas, de acordo com artigo da Forbes, tomando por base as classificações de satisfação conferidas pelos passageiros no Index de Fidelização dos Consumidores, realizado pela revista, as empresas deveriam ter feito o inverso: desenhado o “U” da United na cauda e deixado a marca Continental no corpo do avião.

Isso porque, no índex da revista, a marca que aparece em primeiro no ranking é a Continental. A United só está em quarto lugar, atrás da Southwest e da Delta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.