Tamanho do texto

A maior empresa de telecomunicações da América Latina, a América Móvil SAB, informou que seu lucro líquido no terceiro trimestre aumentou 8,8% sobre o mesmo período do ano passado, chegando a 23,41 bilhões de pesos mexicanos (US$ 1,86 bilhão), ou 0,58 peso por ação

selo

A maior empresa de telecomunicações da América Latina, a América Móvil SAB, informou que seu lucro líquido no terceiro trimestre aumentou 8,8% sobre o mesmo período do ano passado, chegando a 23,41 bilhões de pesos mexicanos (US$ 1,86 bilhão), ou 0,58 peso por ação. A receita aumentou 5,3%, a 153,56 bilhões de pesos, enquanto o fluxo de caixa operacional, medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda), teve elevação de 6%, para 63,0 bilhões de pesos. Analistas ouvidos pela Dow Jones esperavam um Ebitda de 61,8 bilhões de pesos e lucro líquido de 25,47 bilhões de pesos. A previsão mediana para a receita era de 155,46 bilhões de pesos. O lucro da América Móvil aumentou porque a empresa expandiu sua base de clientes de telefonia móvel e fixa e também pelos resultados consolidados de outras empresas de telecomunicações que também são controladas pelo bilionário mexicano Carlos Slim. Em julho, a América Móvil, controladora da Claro no Brasil, assumiu a Carso Global Telecom, uma holding que detém cerca de 60% da Teléfonos de México (Telmex) e da Telmex Internacional (Telint), numa transação sobretudo de ações avaliada em cerca de US$ 23 bilhões. A Telint é sócia da Net em parceria com a Globo Participações e dona da Embratel. A América Móvil disse que teve um aumento de 5,5 milhões de assinantes em serviços sem fio no terceiro trimestre, fazendo com que o total chegue a 216,8 milhões, 12% acima do mesmo período do ano passado. A empresa, que opera em 17 países nas Américas, aumentou sua base de clientes de serviços de telefonia fixa em 11%. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.