Tamanho do texto

SÃO PAULO - Um grupo de executivos da TAM e da LAN - empresas que anunciaram um plano de fusão em agosto - viajou para Londres para avaliar a possibilidade de troca de ações com a empresa resultante da união entre a British Airways e a espanhola Iberia. A informação partiu da publicação chilena Diario Financiero, que citou fontes do setor sem revelar seus nomes. Segundo a matéria, representantes das companhias aéreas sul-americanas foram à Europa para conhecer melhor a operação entre a British e a Iberia, levantando, inclusive, documentos dessas duas empresas.

A ideia seria explorar a possibilidade de troca de ações ou algum acordo de associação com os europeus assim que a união entre a TAM e a LAN - formando a holding Latam - seja concretizada, informou o diário. Segundo o texto, fontes próximas à união TAM/LAN indicam que a troca poderia variar de 5% a 10% das ações, mas que essa operação só evoluirá mais rápido após a concretização da união latino-americana, o que está previsto em um prazo de seis a nove meses. A fusão entre a TAM e a LAN ainda depende da aprovação de acionistas, além de órgãos reguladores, como o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No início do mês, o diretor-executivo da British Airways, Willie Walsh, informou que a holding formada com a Iberia já trabalha com uma lista de 12 potenciais aquisições, o que fez surgir especulações de que a Latam estaria entre os alvos. (Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.