Tamanho do texto

Acessos móveis devem crescer a uma taxa cinco vezes maior do que acessos por redes fixas de banda larga

O Brasil deve encerrar o ano com 18 milhões de acessos à internet por meio de redes de telefonia móvel e 13,4 milhões de acessos em conexões fixas (a cabo e via redes ADSL). A projeção, divulgada hoje no Balanço Huawei de Banda Larga Móvel, pode representar um crescimento cinco vezes maior dos acessos móveis em relação à banda larga fixa, aponta a consultoria Teleco, responsável pelo estudo.

Até 2014, a consultoria estima que o número de conexões móveis mais do que triplique somando 60 milhões, sendo 45 milhões por meio de celulares e smartphones. Já o avanço da banda larga fixa será mais brando, com expectativa de atingir 15 milhões de conexões em quatro anos.

A presença de celulares conectados a redes de terceira geração (3G) na base de celulares deve atingir 9% este ano chegando a 23,5% em 2014, na média mundial. De acordo com o levantamento, em junho a banda larga móvel já estava disponível para 65,2% da população em 13,3% dos municípios brasileiros, superando o compromisso estabelecido para 2012, destaca a Teleco. (Daniela Braun | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.