Tamanho do texto

Empresa desenvolverá uma nova geração de microprocessadores

A Intel Corporation vai investir entre US$ 6 bilhões e US$ 8 bilhões (R$ 13,5 bilhões) em uma nova geração de manufatura de microprocessadores em suas fábricas nos Estados Unidos, além de uma nova fábrica naquele país. O investimento dará suporte ao novo processo de fabricação de chips com 22 nanômetros em quatro operações, sendo duas no Estado do Arizona e duas no Oregon, bem como à uma nova unidade de manufatura, também localizada no Oregon, que entrará em operação em 2013.

"O anúncio desta terça-feira reflete a próxima parcela do avanço contínuo da Lei de Moore e um novo compromisso de investir no futuro da Intel e da América ", disse o presidente e diretor-executivo da Intel, Paul Otellini. "O impacto mais imediato do nosso investimento de vários bilhões de dólares envolve os milhares de postos de trabalho associados à construção de uma fábrica nova e à atualização de outras quatro, bem como os salários e empregos na indústria de alta tecnologia, que se seguem", ressaltou.

De acordo com a Intel, os projetos devem gerar entre 6 mil e 8 mil vagas na área de construção, resultando em um total de 800 a mil novos empregos no setor de alta tecnologia. O novo investimento da Intel segue-se a um anúncio da empresa realizado em fevereiro de 2009, que resultou na manufatura de chips de 32 nanômetros. Estes componentes são usados hoje em processadores que integram PCs, servidores e dispositivos móveis. O primeiro processador de 22 nanômetros da Intel, apelidado de "Ivy Bridge", começa a ser produzido no final de 2011, com a promessa de elevar a performance e reduzir o consumo de energia dos computadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.