Tamanho do texto

Nova Délhi, 12 ago (EFE).- O Governo indiano ameaçou hoje bloquear os serviços do BlackBerry se a empresa canadense Research in Motion não autorizar, até 31 de agosto, que as agências de segurança indianas tenham acesso a mensagens enviadas.

Nova Délhi, 12 ago (EFE).- O Governo indiano ameaçou hoje bloquear os serviços do BlackBerry se a empresa canadense Research in Motion não autorizar, até 31 de agosto, que as agências de segurança indianas tenham acesso a mensagens enviadas. "Se não fornecerem uma solução técnica antes de 31 de agosto, o Governo irá rever sua posição e tomará medidas para bloquear os serviços", advertiu o Governo em comunicado oficial. O Executivo se referiu ao envio de e-mails e ao chat que o aparelho oferece a seus usuários. A decisão foi tomada após uma reunião entre o secretário de Interior da Índia, G.K. Pillai, e representantes dos principais serviços de inteligência indianos. Na reunião, o Governo admitiu que as agências de segurança já têm acesso a outros serviços como os de voz e mensagens de texto, por isso a ameaça de bloqueio não recai sobre eles. O anúncio aconteceu depois da reunião em Délhi de um grupo de representantes da empresa fabricante do BlackBerry com o ministro de Interior indiano, P. Chidambaram. "Foi uma visita de cortesia", disse Chidambaram, ao término do encontro. Durante as últimas semanas as autoridades indianas já tinham mostrado interesse no acesso à informação contida nestas mensagens para satisfazer suas "genuínas e legítimas preocupações com a segurança", segundo o vice-ministro de Comunicações Sachin Pilot. EFE amp/tf

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.