Tamanho do texto

Consumidores com renda inferior a dez salários mínimos sentiram mais fortemente o crescimento de sua participação no mercado

A confiança do consumidor paulistano voltou a crescer em junho, segundo o índice ICC, apurado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

Houve alta de 0,5% no indicador em relação a maio, atingindo 154,6 pontos, em uma escala que vai de zero a 200 pontos. Acima de 100 pontos, o índice sinaliza otimismo. Segundo a Fecomercio-SP, apesar de a atividade econômica não manter o ritmo que apresentou em 2010, o que está motivando a satisfação dos paulistanos são os bons níveis de emprego e renda.

Os consumidores com renda inferior a dez salários mínimos sentiram mais fortemente o crescimento de sua participação no mercado e, por isso, apresentaram uma elevação mais significativa no seu nível de confiança. A elevação do ICC para essa parcela dos paulistanos foi de 1,22% em relação ao mês anterior.

Por outro lado, os consumidores com renda superior a dez salários mínimos apresentaram uma redução no nível de confiança. A Fecomercio aponta que, apesar de o ICC ter registrado queda de 0,7% para esta camada da população, seu indicador ainda está em um patamar 7,3 pontos percentuais mais elevado do que o daqueles com rendimentos inferiores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.