Tamanho do texto

Índice cai para 164,4 pontos após registrar recorde em fevereiro

selo

O otimismo do paulistano registrou queda em março, mas continua em níveis bastante elevados. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), apurado na capital pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), registrou retração de 3,4%, passando de 170,2 pontos em fevereiro para 164,4 pontos, numa escala que varia de 0 a 200 e na qual números acima de 100 pontos indicam otimismo. Em fevereiro, o resultado havia sido recorde histórico.

Os dois indicadores que compõem o ICC tiveram queda. O Índice de Condições Econômicas Atuais (Icea), que mede a satisfação com o momento atual da economia, caiu 3,3% (de 167,9 para 161,4 pontos). Já o Índice de Expectativa do Consumidor (IEC), que mede a percepção futura dos consumidores, caiu 3,5% (de 171,7 para 165,8 pontos).

Para a assessoria técnica da FecomercioSP, o ICC na faixa dos 164,4 pontos aponta para um alto grau de otimismo dos paulistanos, reforçado pela confiança no mercado de trabalho, regularização na oferta do crédito com juros menores e estímulos fiscais para compra de eletrodomésticos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.