Tamanho do texto

RIO - Os setores de brinquedos e roupas são os mais otimistas com as vendas do Dia das Crianças no comércio do Rio de Janeiro

. Pesquisa realizada pela Fecomércio-RJ mostra que os comerciantes de brinquedos esperam faturar, em média, 15,9% a mais do que no ano passado, enquanto os varejistas de vestuário acreditam em um faturamento 13,4% acima da mesma data de 2009. A enquete apresenta as melhores projeções de crescimento desde o início da série, em 2007 e, na média, o comércio da região metropolitana do Rio espera uma receita 13,6% acima da registrada em 2009. Os outros quatro ramos de atividade que fazem parte da pesquisa também creem em faturamentos maiores em relação ao Dia das Crianças do ano anterior. O setor de calçados, por exemplo, espera uma alta de 12,6% no faturamento; o comércio de produtos eletrônicos conta com uma elevação de 12,3%; o de CD/DVD enxerga um avanço de 11,8%; e as livrarias esperam um crescimento de 7,5%. "O cenário reflete o clima de otimismo entre empresários e consumidores. A conjunção de avanços significativos no emprego formal, na renda real e no crédito dão a sustentação necessária às expectativas dos segmentos relacionados ao Dia das Crianças. Os números já sugerem perspectivas otimistas para as festas de fim de ano", diz o superintendente de economia e pesquisas da Fecomércio-RJ, João Carlos Gomes. A pesquisa mostra ainda que os estoques subiram 7,2% na comparação com igual período do ano passado e que nenhum setor reduziu o número de pedidos. Para vencer a concorrência, 64,3% dos comerciantes pretendem realizar promoções, mesmo com os preços dos fornecedores 2,5% acima dos praticados no ano passado. (Rafael Rosas | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.